janeiro 15 2016 2Comentários

Como planejar bem sua obra

Planejar bem dentro da construção civil é de extrema importância, pois encadeia em inúmeros fatores. Um planejamento bem elaborado garante uma obra de sucesso, com redução de custos e agrega valores à empresa.

Vantagens de um bom planejamento

Para o sucesso de uma obra, é preciso conhecer bem o projeto de construção. Basicamente, esse processo passa por três pilares: planejamento, programação e controle. Todos os procedimentos deverão estar alinhados, também, ao prazo e custo da obra. Mas, quais são as vantagens de um bom planejamento?

  • Organização dentro do ambiente de trabalho. Traçar metas e detalhar as ações faz com que os profissionais não se sintam perdidos no trabalho;
  • Concretização da construção bem-feita e de acordo com os desejos do cliente;
    Valorização da empresa;
  • Facilidade na tomada de decisões, já que com o planejamento fica mais fácil visualizar os detalhes da obra;
  • Definição das diretrizes do projeto e quais serão as prioridades;
  • Economia de custos e recursos, já o planejamento permite visualizar o que será realmente necessário e o que poderá ser usado em decorrência do prazo;
  • Gráficos e tabelas podem ser feitas com mais facilidades.

Para um planejamento eficaz:

Alguns fatores possuem grande poder de influenciar nesses processos. Um planejamento eficaz deve levar em conta os dias que terão de trabalho, levando em conta os feriados, dias úteis e a possibilidade de hora extra. Claramente, esse processo também envolve o conhecimento e treinamento da equipe de trabalho, que farão total diferença no rendimento da obra.

Outro fator importante para o planejamento é a topografia do local onde será executada a obra. Embora pareça banal, a topografia influencia na produtividade dos equipamentos. É preciso considerar também a geologia e o clima daquele ambiente. Dias chuvosos, por exemplo, podem ser difíceis para se trabalhar. Já a geologia, possui importância na produtividade tanto da mão de obra, quanto dos maquinários utilizados.

Além disso, existem fatores que são próprios da área. Trabalhar em um terreno com proteção ambiental pode aumentar o número de dias trabalhados. É preciso fazer uma pesquisa de campo e assumir as possibilidades no local que será trabalhado. Será preciso fazer a desapropriação? Existe algum sistema de transmissão naquele local? O planejamento eficaz precisa conter essas informações.

O planejamento de construção civil envolve diretamente os desejos do cliente. O prazo estipulado e o valor da obra trarão consequências para a tomada de decisões. O maquinário utilizado, por exemplo, terá influência em toda a extensão do projeto.

Um erro comum é desconsiderar a mão de obra utilizada no projeto. Para um planejamento eficaz é preciso contabilizar o número de funcionários que trabalharão na obra e o horário que trabalharão. Definir a hierarquia de funcionários é essencial para o bom funcionamento da obra e ajuda a centralizar funções. É preciso pesquisar, por exemplo, se um treinamento seria ideal para deixar a mão de obra mais eficaz. Em alguns casos, o treinamento pode fazer total diferença no resultado da obra e terá consequências na produtividade de toda equipe.

Controlar é preciso

Após um bom planejamento, levando em consideração todos os fatores que poderão influenciar na produtividade da obra, é preciso simular as possibilidades existentes para dar vida à construção. Com todas as informações detalhadas no planejamento, é possível traçar soluções mais econômicas e eficazes para o desenvolvimento da construção.

Nessa simulação, é essencial estabelecer quais serão os pontos mais difíceis a serem desenvolvidos, o que pode ser economizado, o que deve ter mais importância e, até mesmo, a flexibilização no contrato, se for preciso.

Um segundo ponto importante na construção civil é saber seguir o planejamento e controlar, tanto a eficácia da obra, quanto os recursos financeiros. O planejamento, já detalhado, deve ser seguido semanalmente e mensalmente.

Controlar semanalmente o planejamento faz com que as metas mensais sejam cumpridas e, consequentemente, as metas globais da construção civil. Essa etapa é de fundamental importância para o sucesso da obra. Mesmo depois de um planejamento detalhado, pode surgir imprevistos e problemas que antes não foram pensados no planejamento. Quando isso ocorre, a saída é replanejar as ações ter o controle rigoroso do que está sendo feito.