maio 29 2019 0Comentário

Caminho crítico: tudo o que você precisa saber sobre o assunto

Em um projeto, a execução de tarefas no prazo é algo essencial para entregar os resultados desejados. Mas a gestão para que tudo seja feito de maneira otimizada e seja entregue conforme o previsto muitas vezes não é tão fácil assim, principalmente quando vários imprevistos surgem no meio deste caminho. Para que tudo se realize de maneira correta e da forma mais solidificada e otimizada possível, surgiu o caminho crítico, um conceito que veio ajudar os gestores. Confira um pouco mais sobre o caminho crítico e como ele pode te ajudar.

 

O que é caminho crítico?

Caminho crítico é basicamente uma sequência de atividades que representa o caminho de menor duração possível para que o projeto seja finalizado com todas as suas atividades completas. Ou seja, não há folga entre as tarefas e elas não podem atrasar de maneira alguma.

A aplicação desse método é feita através de um algoritmo que pode ser aplicado em um diagrama, o Diagrama de Gantt, que conta com um suporte visual de prazos, tarefas e dependências entre as tarefas, contribuindo para que a gestão fique muito mais clara tanto para o gestor quanto para os funcionários responsáveis pelas tarefas.

 

Como aplicar esse método?

Para aplicar esse método no seu projeto, existem alguns passos que podem ser seguidos. Primeiro, o gestor deve fazer um levantamento de quais são as atividades necessárias para realizar o projeto, qual a relação de dependência entre elas e quanto tempo cada uma irá levar para ser completada. Verifique qual o estilo do seu projeto. Se há muitas atividades em cascata, que dependem da finalização de uma para que a outra possa ser realizada, a gravidade do cumprimento delas no prazo é ainda maior.

Em seguida, identifique as folgas. Se entre duas atividades há uma folga de 5 dias, então a primeira atividade não é crítica, e não deve ser incluída no caminho crítico. Mas, se a segunda tarefa deve ser executada imediatamente após o término da primeira, então elas entram sim nesse caminho.

 

Quais são os benefícios dessa prática?

É importante lembrar que esse tipo de gestão é mais bem aplicada em projetos específicos com duração definida, ou na implementação ou entrega de algum produto. Como ela ajuda a controlar o cronograma e evitar maiores atrasos, ela evita o aumento de custos do projeto, e permite realocar recursos para reforçar alguma parte mais crítica que precisa de ajuda.

É fácil de ser implantado e traz benefícios tanto para a realização e otimização do projeto quanto para a empresa. Se alguma atividade do caminho crítico acabar atrasando, ações imediatas devem ser tomadas para que o projeto seja concluído dentro do prazo e que as outras tarefas não atrasem igualmente.

Portanto, se você gostou desse tipo de informação e agora sabe como proceder para que seus projetos não atrasem, e quais são os passos para realizar uma gestão mais eficaz, confira nosso site e outros textos que também podem te ajudar.

E caso tenha alguma dúvida, entre em contato com nossos especialistas! Temos uma equipe qualificada pronta para tirar todas as suas dúvidas, o mais rápido possível.