Memorial descritivo: 4 pontos que toda construtora precisa saber

Antes de tudo, sabemos que quando uma construtora decide realizar uma obra, toda uma logística e preparo começa a ser criado.

Um dos primeiros desafios entregues aos responsáveis pela obra é: a mão de obra, os custos envolvidos e o projeto, propriamente dito. Entretanto, precisamos entender que a construção precisa ser documentada para, assim, sair definitivamente do papel.

Essa é a missão do memorial descritivo: ajudar no planejamento da obra e garantir que os acordos entre clientes e construtoras não sejam anulados. Quer saber como? Então, leia o post até o final e confira 4 pontos essenciais que toda construtora precisa saber na hora de fazer o memorial descritivo.

 

1. Objetivos do projeto

Caso as ações conduzidas para a construção tenham relevância pela preservação do meio ambiente, a premissa do projeto precisa ter relação direta com uma postura mais sustentável e ecológica. Sendo assim, um projeto sem objetivo fica sem rumo e pode soar, mesmo que de forma indireta, como um certo amadorismo para seus possíveis fornecedores e clientes.

Na condução dos objetivos, priorize prazos com bastante cuidado. Lembre-se que não se trata do objetivo central do projeto, e sim, uma meta que precisa ser cumprida. De forma geral, podemos avaliar questões importantes, por exemplo:

  • Colocar em prática um estilo mais contemporâneo;
  • Construir um prédio que seja o mais alto de toda a cidade;
  • Elaborar um visual diferente, que obtenha uma estrutura nova;
  • Construir um estabelecimento popular.

 

2. Atentar-se aos detalhes

Em todas as etapas da construção, os processos precisam ser milimetricamente detalhados, o que oferece maior qualidade ao planejamento. Sendo assim, priorize o detalhamento em categorias como:

  • Materiais utilizados na obra;
  • Equipe técnica;
  • Visão geral do projeto;
  • Atualizações de processos.

Em suma, sabemos que manter o orçamento planejado é um desafio importante para as planilhas. Nesses casos, diversos projetos acabam adquirindo apoio de consultorias na área da engenharia, tendo todo o suporte necessário para oferecer um rendimento financeiro sustentável e ações mais otimizadas para garantir sucesso na construção.

 

3. Conceituação do projeto

Seja um shopping center, igreja, residência popular ou até mesmo um estabelecimento comercial, é importante definir o principal objeto do projeto, já que cada um demanda diferentes padrões de qualidade.

Além disso, definir o objeto do projeto não apenas oferece maior consciência nos custos, mas também em formas de construção que podem fazer a junção do trabalho da engenharia no que diz respeito à arte.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.

4. Verificação das normas dispostas para fazer os cálculos

Sabemos que o Brasil tem cerca de 900 normas voltadas exclusivamente à construção civil. Por isso, em seu memorial descritivo precisam estar listadas os cálculos dos materiais. Em outras palavras, caso a sua construtora utilize concreto e cimento como trabalho, é preciso seguir as normas determinadas. Algumas das mais conhecidas são:

  • NBR 6118: Projeto de estruturas de concreto;
  • NBR 7480: Barras e fios de aço para concreto armado;
  • NBR 8800: Projeto e execução de estruturas de aço em edifícios;
  • Entre outros.

Agora que você já sabe os pontos importantes a serem considerados pela sua construtora na hora de realizar o memorial descritivo, siga-nos em nossas redes sociais e acompanhe nossos conteúdos. Caso precise tirar dúvidas, entre em contato conosco pelo telefone.


Categorias:
BlogPlanejamento

Recentes da categoria:

Recomendados para você:

Mais de 1 mil gestores de obras recebem nossos conteúdos todos os meses!

Menu
×