Passo a passo para um planejamento de obras eficiente

Planejamento é o processo mais importante de uma construção. É ele que faz a diferença no resultado final, portanto, é uma etapa que deve ser cuidadosamente preparada.

Problemas como orçamento estourado ou atraso no andamento são apenas alguns que podem surgir, em decorrência da falta de planejamento de obras. Muitos profissionais, por exemplo, não dão a devida importância para essa etapa ou só o fazem até certo ponto, improvisando o restante do processo.

Benefícios em fazer um planejamento de obras

Entre os principais benefícios do planejamento de obras pode-se destacar:

  • Produtividade: é possível otimizar o cronograma da equipe além da gestão do tempo, por meio de um bom planejamento, visto que, a visualização dos dados referentes à obra pode-se realizar um cálculo de mão de obra assertivo, que permite a escolha da quantidade necessária de pessoas na equipe com uma maior produtividade;
  • Controle do tempo de andamento da obra: com todos os processos da obra devidamente organizados, podem-se estudar as melhores metodologias e tecnologias que podem ser utilizadas para viabilizar e otimizar o andamento da obra;
  • Redução de gastos: analisar cuidadosamente todas as etapas da obra possibilita a gestão adequada dos recursos, evitando desperdícios e gastos desnecessários, ainda que surjam imprevistos;
  • Satisfação dos clientes: um projeto bem executado, realizado dentro do tempo previsto e sem atrasos conquista a satisfação dos clientes.

Para que tudo isso seja possível, é importante seguir alguns passos. Confira, a seguir, o que não pode faltar em um bom planejamento de obras.

Estudo de viabilidade

O primeiro passo para um bom planejamento de obras é o estudo de viabilidade. Isso porque essa etapa verifica se os recursos financeiros são suficientes para os custos operacionais da construção.

Além disso, esse estudo permite a análise do lucro possível com a construção e o tempo para o retorno do investimento.

Para isso, aspectos devem ser favoráveis para que o empreendimento tenha sucesso, como:

  • Fluxo de caixa da empresa;
  • Custos do projeto, ou seja, estrutural, arquitetônico, instalações e de cada uma das etapas;
  • Equipamentos que devem ser utilizados;
  • Custos de contratação e de mão de obra;
  • BDI (Benefícios e Despesas Indiretas);
  • Gastos com regularização e licenciamento da obra;
  • Situação do mercado.

Orçamento e cronograma

Tão importante quanto o estudo de viabilidade é a etapa do orçamento. É preciso calcular, de forma estimada, os custos de toda a obra, por meio de planilhas ou de softwares especializados.

Qualquer falha nesse processo pode provocar grandes prejuízos para a empresa.

Um ponto importante do orçamento é que, além dos custos de materiais que serão utilizados, também se deve incluir a quantidade de profissionais necessária para a realização da obra.

Na sequência, o próximo é o cronograma que deverá conter todas as atividades a serem realizadas, os recursos necessários e o tempo para executar cada uma delas. A ordem de execução deve ser clara, bem como o prazo para a sua conclusão.

Regularização, ajuste de prazos e acabamentos

A regularização da construção também deve constar no planejamento de obras. Por se tratar de um processo burocrático que, muitas vezes, requer muito tempo, deve ser solicitado com antecedência, para evitar um atraso no início das atividades.

Para isso, deve-se analisar o que é exigido no canteiro de obras, cercamento com tapume, além de um almoxarifado adequado. Vale destacar que a regularização é fundamental para evitar possíveis notificações ou multas por não estar de acordo com a lei.

Itens como projeto arquitetônico, alvará de construção, matrícula e registro do imóvel, Habite-se, ART (Anotação de Responsabilidade Técnica), AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros) e CND (Certidão Negativa de Débito), fazem parte da regularização.

Passada essa etapa, os prazos devem ser reajustados em meio ao andamento da obra. Caso surjam imprevistos, que são comuns de acontecer, deve-se realizar adaptações e reformulações para que a conclusão da obra seja feita no período determinado.

Para ajudar nesse processo, um aplicativo de gestão de projetos pode auxiliar de forma consistente.

Por fim, vem a etapa do acabamento, que inclui não apenas os aspectos finais da obra, mas a conferência de toda a documentação para o licenciamento, bem como a vistoria e entrega do imóvel.

Quais os riscos de realizar um mau planejamento

Conforme explicado nos tópicos anteriores, um bom planejamento de obras é essencial para a execução do projeto e para que seja possível alcançar o resultado desejado, com o mínimo de desperdício e dentro do prazo previsto.

Um mau planejamento ou a sua ausência pode gerar imensos prejuízos para a obra e para a empresa, como:

  • Aumento de gastos e descontrole de prazos;
  • Paralisação da obra por questões legais ou logísticas;
  • Necessidade de ajustes constantes no orçamento causando atraso;
  • Desorganização no canteiro de obras, gerando desperdício de materiais e recursos;
  • Alto índice de absenteísmo, por questões de saúde.

Assim, deve-se dar a devida atenção ao planejamento antes da execução de qualquer obra, o que pode garantir o sucesso do empreendimento.

Além disso, a redução de custos, segurança na obra, resolução de possíveis problemas logísticos, como organização de turnos, entrega de materiais e outros, são resolvidos de maneira simples, com um bom planejamento de obras.

Muitos profissionais acabam deixando de lado o planejamento pela sua complexidade ou pela dificuldade em conseguir ter uma visão ampla de todo o andamento, da fase de projeto até a sua conclusão.

Para isso, existem empresas especializadas que auxiliam na realização do planejamento de obras, de acordo com as necessidades da empresa, elaborando-o por meio de cronogramas, controlando o andamento ao longo da sua execução com fluxos de caixa e analisando os desvios de custo.

Uma consultoria especializada pode ajudar também no gerenciamento de obras, com verificação da qualidade dos serviços, segurança, meio ambiente, controle de escopo, bem como os custos e prazos, garantindo o sucesso da construção.

Agora você já sabe a importância de um bom planejamento de obras para garantir o sucesso do empreendimento, obter lucros e evitar gastos desnecessários. Quer saber mais sobre o assunto e como obter os benefícios e resultados positivos possibilitados pelo planejamento adequado? Acesse as nossas redes sociais e, em caso de dúvidas, entre em conosco por telefone.

Posts relacionados

Receba conteúdo da nossa newsletter

Menu
×