Custo de Obra: Saiba como calcular e prever

Nenhum comentário

Um leitor menos atento pode achar essa pergunta muita simples: como calcular e como prever o custo de uma obra? A resposta mais óbvia é: fazendo um levantamento de preços. 

Entretanto, erguer um prédio não é como ir até um supermercado e fazer um orçamento das compras do mês. A construção civil tem inúmeras variáveis que afetam fortemente o valor final de uma obra.

Errar um orçamento significa prejuízos enormes para construtoras e incorporadoras. Para evitar isso, confira agora quatro passos fundamentais para calcular e prever o custo de uma obra.

 

  • Faça um projeto executivo e um memorial descritivo

 

A melhor maneira de entender perfeitamente quais são os custos envolvidos com o projeto é fazendo um projeto executivo e um memorial descritivo.

O projeto executivo é o conjunto de informações técnicas necessárias para a realização da obra. Ele deve conter todos os detalhes construtivos que digam respeito à instalação, montagem e execução do empreendimento contratado.

Esse projeto deve conter itens como plantas, cálculos estruturais, desenhos, quantidade de materiais e equipamentos necessários, preços e orçamentos.

Já o memorial descritivo discorre sobre os detalhes dos projetos. Ele inclui itens como localização da obra, acabamentos, materiais empregados, objetivos do projeto e muito mais.

 

  • Calcule os custos

 

A segunda etapa envolve o cálculo dos custos, por metro quadrado. Assim, calcule quanto custa um metro quadrado de cada área do empreendimento, levando em conta a quantidade de estruturas, os materiais utilizados, revestimentos, louças, metais e outras instalações.

Powered by Rock Convert

Lembre-se ainda dos custos indiretos, como água, energia elétrica, telefone, transporte da equipe, transporte de materiais, mão de obra terceirizada, equipamentos, salários, seguros, gastos com segurança e muitos outros.

Há ainda outro aspecto que não pode ser esquecido: os impostos e as taxas. Portanto, adicione esses valores ao custo total da obra, lembrando de contabilizar encargos sociais, taxas de licenciamentos, permissões e outros custos relacionados à burocracia do serviço público.

 

  • Adicione o lucro

 

Por fim, feito todos os cálculos, é hora de adicionar o lucro.  Nessa etapa é importante que o lucro pretendido seja aplicado linearmente em toda a obra. Assim, se o lucro pretendido é de 10%, aplique os 10% sobre o total dos custos, incluindo impostos, mão de obra terceirizada, materiais utilizados, etc. 

O lucro deve ser calculado levando em consideração a complexidade do projeto, os riscos envolvidos e os valores médios praticados pelo mercado.

Pronto, está quase finalizado o cálculo de custo de uma obra. Mas como saber se ele está realmente correto? A resposta está na última etapa do cálculo: comparar com o CUB. 

 

  • Compare com o CUB

 

CUB é Custo Unitário Básico. Trata-se dos custos relacionados à construção civil, levantados pelos sindicatos de construção civil de cada estado. Não se trata de estimativas, e sim de valores reais gastos com obras que efetivamente estão sendo construídas.

Portanto, antes de finalizar o cálculo de custo de sua obra, faça uma comparação dos resultados obtidos com o Custo Unitário Básico do Sinduscon de sua cidade. 

O CUB informa o resultado por metro quadrado, em reais, de acordo com o tipo de empreendimento construído. Se os resultados forem similares, então seus cálculos estão corretos. Caso contrário, é preciso refazer o orçamento para identificar possíveis erros.

Agora você já sabe como calcular e como prever o custo de uma obra. Quer mais dicas da área de construção civil? Siga-nos no Instagram, YouTube, Facebook e Linkedin.

Você também vai gostar
Blog, Controle Financeiro

Conteúdos similares

Menu
×