11 razões para as empresas investirem em gerenciamento de obras

Todos que já se envolveram com uma construção ou empreendimento, sabe que o segredo para que tudo corra conforme o esperado, é necessária uma boa gestão de obras. Esse gerenciamento traz diversos benefícios para a sua obra, fazendo todo o projeto fluir de forma correta, sem erros e prejuízos.

Um gerenciamento de obras realizado de forma ineficiente pode acarretar múltiplos problemas no projeto, desde a queda da produtividade, desperdício de materiais e até o atraso na conclusão. É preciso que todos os aspectos da construção, tanto os produtivos quanto os burocráticos, sejam administrados corretamente.

Nem sempre temos uma equipe disponível para realizar esse gerenciamento de forma correta, então como garantir o bom andamento do projeto? Nesses casos, é possível terceirizar por meio de uma empresa especializada em gerenciamento. Para lhe explicar um pouco mais sobre esse assunto, preparamos esse artigo, confira!

Como é feito um gerenciamento de obras eficiente?

Para que o projeto seja gerenciado de forma muito eficiente, alguns aspectos merecem atenção redobrada:

• Planejamento da produção;

• Planejamento operacional e logístico do projeto;

• Controle sistemático de prazos;

• Controle financeiro e econômico eficiente;

• Gestão de pessoas;

• Gestão de qualidade;

• Segurança, meio ambiente e sustentabilidade.

Todos esses aspectos da obra devem estar alinhados e de acordo o planejamento inicial do projeto para que todos os objetivos sejam atingidos, tanto no que diz respeito aos prazos, quanto aos lucros finais.

O que é gestão de obras?

Regulamentada pela Lei 5.194, de 1966, a gestão de obras é uma atribuição exclusiva de engenheiros civis e arquitetos. Essa gestão nada mais é do que a administração dos recursos, mão de obra, atividades e prazos relacionados a um empreendimento imobiliário, com o objetivo de garantir o bom andamento desse projeto e evitar problemas decorrentes de uma administração ineficiente.

A gestão de obras ajuda a evitar desperdício de materiais, acidentes de trabalho e erros, além de assegurar um bom controle orçamentário. Possuir uma equipe responsável pelo gerenciamento do seu projeto pode te proteger dos principais problemas relacionados a uma obra, e te ajudar a atingir o retorno financeiro que você planejou.

Qual a necessidade de uma gestão de obras?

Assim como mencionamos, um gerenciamento de obra é vital para garantir que o projeto de mantenha nos trilhos e corra conforme o esperado. Principalmente no que se refere ao cumprimento dos prazos e o controle financeiro. Imprevistos acontecem, mas a equipe responsável pelo gerenciamento pode ajudar a lidar com essas intercorrências da melhor forma possível.

Além disso, os profissionais responsáveis por essa gestão podem fazer projeções de possíveis problemas a fim de evitá-los antes mesmo que aconteçam.

O que faz um gestor de obras?

O gestor de obras é o profissional responsável por realizar a gestão do projeto desde a sua execução até a sua conclusão, seguindo as informações contidas no planejamento desse empreendimento. Por esse motivo, o gestor precisa possuir um perfil comportamental de líder, organizado, experiente e centrado, além de estar preparado para lidar com diversas situações e pessoas diferentes.

Ele precisa estar preparado para lidar com a pessoas ligadas diretamente com a execução e também com fornecedores, investidores, clientes e construtoras. É necessário que ele saiba tomar decisões rápidas e assertivas, visando ao bom andamento do projeto. Ele possui diversas responsabilidades, como as que vamos listar a seguir:

• Contratar, treinar e guiar a mão de obra;

• Garantir a segurança do empreendimento e de todos os profissionais envolvidos;

• Administrar e supervisionar os profissionais, e coordenar todas as etapas de produção;

• Realizar uma fiscalização interna constante;

• Escolher os materiais e acabamentos de acordo com o projeto, realizar a compra e acompanhar a sua utilização para evitar desperdícios;

• Coordenar o ritmo e andamento da obra;

• Respeitar, controlar e garantir o cumprimento do orçamento e o cronograma da obra;

• Delegar e atribuir responsabilidades;

• Garantir que o projeto seja executado de acordo com o seu planejamento;

• Focar no resultado (financeiro, prazos, custo, escopo, relacionamento);

• Garantir o bom relacionamento com o cliente e demais participantes da obra.

Gerenciamento total x Gerenciamento parcial

Não é obrigatório que a obra seja gerida de forma total por uma equipe, podendo optar por uma gestão parcial do projeto, tudo vai depender da necessidade e dos objetivos do contratante.

No gerenciamento total, pode ser contrato além dos serviços e da mão de obra, a compra de materiais e insumos para a execução do projeto. Esse tipo de contrato também é conhecido como turn key (ou chave de mão). Nesse caso, um único escritório ou empresa será responsável pela execução de todos os serviços.

Já no gerenciamento parcial, é possível estabelecer alguns aspectos a serem geridos pelo contratante e pelo contratado. Por exemplo, o contratante se responsabiliza pela compra de materiais e o contratado pela administração da mão de obra e execução do projeto.

Razões para se investir em um gerenciamento de obras

1. Redução de custos

Financeiramente, a contração de uma empresa para o gerenciamento da sua obra pode ser muito benéfico. Por incrível que pareça, a contratação de uma equipe especializada para a gestão da sua obra pode gerar uma grande economia a longo prazo e reduzir o investimento financeiro para o seu projeto.

Ao analisar os resultados a longo prazo, você verá que, com uma gestão eficiente dos insumos e da mão de obra, além do foco na sustentabilidade e redução do desperdício, o orçamento total para a execução da obra será consideravelmente menor.

2. Responsabilidade pela gestão

Ao contratar uma empresa especializada, não é mais sua responsabilidade os aspectos relacionados à obra. Isso vale para a contratação de profissionais, gestão de recursos, contato com fornecedores e terceirizados etc. Você não precisará mais se preocupar com diversos aspectos administrativos e burocráticos do seu projeto.

3. Colaboradores qualificados

Uma vez feita a contratação de uma empresa especializada, é responsabilidade dela a contratação da mão de obra necessária para a execução da obra. Visando um bom andamento do projeto, a empresa irá contratar uma equipe de mão de obra qualificada e com capacitação profissional, com o melhor custo-benefício para você.

4. Adeus, burocracia

Todas aquelas etapas burocráticas que tomam tempo e paciência dos executores do projeto agora são de responsabilidade da empresa contratada para a gestão da obra. Ou seja, requerimentos de licenças e regulamentações necessárias para a execução do projeto de forma regulamentada e legal, serão solicitadas e obtidas pela empresa responsável pela gestão da obra. Isso evita que você passe dias e semanas correndo atrás dessa documentação, preenchendo formulários e em filas de órgãos públicos.

5. Garante a segurança de todos os envolvidos no empreendimento, inclusive a sua

As empresas que costumam prestar o serviço de gerenciamento de obra estão acostumadas com todos os processos que envolvem essa função, incluindo todos os aspectos de segurança do trabalho. Ela garante o cumprimento de todas as normas de segurança exigidas, o uso de equipamentos de proteção individual e todas as políticas para a prevenção de acidentes.

Por esse motivo, você não precisará se preocupar com acidentes e, o pior, mortes no seu canteiro de obras, além de possíveis indenizações e processos trabalhistas. E o principal: nenhuma vida ou família será impactada por esse tipo de problema.

6. Respeito ao cronograma e ao prazo de entrega do projeto

Por gerir de forma eficiente toda a mão de obra, recursos, verbas e etapas relacionadas à execução, a empresa responsável irá garantir que os prazos e cronogramas previstos no planejamento inicial. Como o objetivo principal de uma boa gestão de obras é garantir a eficiência e a qualidade, todos irão trabalhar para que tudo ocorra da melhor forma possível.

Dependendo da empresa e das condições favoráveis, é possível que o projeto seja concluído ainda em menos tempo do que o previsto. Além da satisfação gerada pela conclusão antecipada, existe também a economia gerada pela redução no tempo de contratação da mão de obra e maquinário.

7. Garantia de qualidade

Algumas alterações podem se fazer necessárias durante a execução de um projeto, e nem sempre podemos vislumbrar o impacto que essas mudanças terão na qualidade do projeto a longo prazo. Um gestor de obras tem treinamento e experiência para analisar essas mudanças e tomar as decisões mais assertivas para garantir a qualidade dos serviços e do empreendimento de modo geral.

8. Maior margem de lucro

Não há como negar: o maior objetivo de um empreendimento imobiliário é o lucro. Ele é o resultado do investimento e dos esforços realizados na obra, a conclusão de meses de trabalho e dedicação. Com uma gestão de tempo e recursos mais eficiente, é possível ampliar a margem de lucro do projeto, uma vez que houve economia de recursos e redução do desperdício.

9. Integração por meio das ferramentas

No processo de gestão de obras, é possível utilizar a tecnologia a seu favor, para controle de materiais, prazo e tarefas. Esses softwares realizam uma integração em tempo real, garantindo que a troca de informações seja feita de maneira rápida e eficiente. Dessa forma, a administração de todos os aspectos do projeto se torna mais fácil e segura, agilizando processos que antes levavam dias para serem concluídos.

10. Dados mais confiáveis

A utilização de sistemas para a gestão da obra também garante a segurança e a veracidade de todas as informações, possibilitando que os gestores tenham uma visão mais apurada de todos os aspectos da obra, garantindo uma tomada de decisões mais assertiva. Além disso, dados mais exatos garantem a transparência nas relações entre todos os envolvidos no projeto.

Essas informações podem ser atualizadas em tempo real, além de ser acessada simultaneamente por todos os interessados.

11. Redução de erros

Eliminando alguns processos manuais e os realizando de maneira automatizada, é possível garantir a redução de erros decorrentes de falhas humanas. Não somente isso, mas com um controle eficiente das etapas, é possível prever possíveis erros e alterações e aplicar soluções preventivas.

Alguns motivos extras para se contratar uma empresa de gerenciamento de obras

– Quando você gerencia uma obra de grande porte por conta própria, tudo é sua responsabilidade, e se você tiver pouca experiência ou estiver sobrecarregado nas funções, os problemas podem tomar grandes dimensões. Por exemplo: caso aconteça algum imprevisto, como falta de verba, compra emergencial de materiais ou insumos, contratação de mão de obra extra, ou quaisquer gastos não previstos, será sua responsabilidade resolver, podendo gerar até mesmo, prejuízos pessoais.

– Também será seu encargo, lidar com o pessoal responsável pela mão de obra do projeto e com os fornecedores. Caso ocorra algum problema com algum deles, você deverá resolver a questão de forma rápida para substituí-los ou procurar uma maneira de suprir essa demanda, afinal esse tipo de intercorrência pode gerar atrasos na obra, além das perdas financeiras.

– A contratação de trabalhadores que não sejam qualificados pode fazer com que você tenha que substitui-los, gerando novos gastos, excedendo o orçamento e atrasando a conclusão do projeto. Além disso, haverá custas trabalhistas e indenizatórias para arcar, gerando custos cada vez maiores e rombos no seu orçamento final.

– Todas as etapas que envolvem a obtenção de autorizações, licenças e documentos necessários para a legalização da obra podem levar muito tempo, pois os processos burocráticos no Brasil são muito morosos e complexos. E essas documentações devem ser obtidas da maneira correta, sem que falte nenhum documento. As consequências para a sua obra podem ser graves, podendo mesmo levar ao embargo da sua construção.

– Garantir que o ambiente de trabalho seja adequado e esteja seguro exige a visão de um especialista no ramo, pois há detalhes que podem não ser visto por alguém sem experiência no assunto. Esse talvez seja o aspecto que irá gerar maiores consequências para você e seu projeto, além de lidar diretamente com a vida das pessoas. Irregularidades na segurança do trabalho são graves e onerosas.

– Os atrasos em obras, além de gerar custos, podem causar dores de cabeça grandes para os executores. Dependendo do cliente, a questão pode ser levada para as vias judiciais.

O que você achou do nosso artigo? Acesse as nossas redes sociais para conhecer o nosso trabalho, e se tiver alguma dúvida, entre em contato conosco !


Categorias:
BlogGerenciamento

Recentes da categoria:

Recomendados para você:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Mais de 1 mil gestores de obras recebem nossos conteúdos todos os meses!

Menu
×