Relatório de medição de obra: o que é e como fazer?

Para que uma obra tenha sucesso e seja entregue exatamente o que foi acertado no projeto e no cronograma, é preciso controlar o seu andamento em todos os sentidos, colocando em prática o que o setor de Construção Civil chama de relatório de medição de obra.

Com esse controle, é possível averiguar se os recursos financeiros e físicos previstos estão sendo suficientes para a execução das atividades e se estão sendo bem empregados pela equipe.

Ao acompanhar de perto o andamento de cada fase do empreendimento com o relatório de medição de obra, é possível melhorar cada vez mais a qualidade e precisão nos projetos e cronogramas físico-financeiros. Além de evitar gastos financeiros e de materiais desnecessários, evitar a falta de materiais e, consequentemente, possíveis atrasos nas entregas.

Relatório de medição de obras é uma ferramenta muito útil e importante para qualquer tipo de empreendimento.

Isso porque ela proporciona maior segurança na execução de contratos, mostrando o quanto da obra já avançou, como está sendo a execução das tarefas, quais recursos foram utilizados e aqueles que precisam ser contratados, além de outros indicadores que podem demonstrar a produtividade da sua equipe.

O que é um relatório de medição de obra?

Antes de pontuarmos como fazer um bom relatório de medição de obra e como colocá-lo em prática no dia a dia, é preciso compreender exatamente o que esse termo significa e como auxilia os engenheiros, mestres de obras e os próprios funcionários. Vamos lá!

Em linhas mais gerais, podemos dizer que a medição de obras está relacionada à verificação da compatibilidade entre o que foi executado na obra até o momento e o que está previsto no projeto e nos quantitativos do orçamento.

Além de servir como uma ferramenta muito útil para o controle das tarefas e do que e como foi entregue, a quantificação realizada permite mensurar os recursos aplicados ao longo do cronograma, por exemplo, os materiais, os equipamentos e a mão de obra, facilitando pagamentos para a construção do empreendimento e evitando gastos desnecessários.

Para que essa medição seja a mais completa e detalhada possível, é preciso fazer relatórios de medições divididos de acordo com as partes da obra. Assim, se consegue avaliar os serviços realizados e materiais utilizados, de maneira mais intuitiva e realista para cada área da obra.

Também passa a ser possível utilizar os recursos disponíveis em cada área de maneira mais inteligente, economizando na execução da obra e evitando imprevistos.

Além disso, é necessário agilizar os processos de acordo com o que precisa ser executado e mostrar ao profissional responsável, periodicamente, como está o andamento da obra como um todo, permitindo gerar novas perspectivas para o futuro do empreendimento.

Outra aplicação essencial do relatório de medição de obras é em obras públicas. Nesse sentido, a medição está direcionada à averiguação do contrato ao pagamento das parcelas.

Nesses casos, medições rigorosas são feitas por fiscais do Governo, para que tudo seja cumprido conforme contrato firmado previamente.

Quais são os critérios levados em consideração?

Para obter sucesso nos relatórios de medição de obras, é preciso definir alguns critérios estabelecidos antes de começar a obra. Tais critérios são relacionados à métrica de contagem e também à qualidade esperada para cada etapa.

Critérios de medição de obras e serviços são variados e podem ser estipulados pelas normas oficiais ou pela própria construtora responsável pelo projeto. Independentemente do que for escolhido, o importante é que o profissional esteja atento aos critérios adotados para medir corretamente no campo.

Entre os critérios de medição estão todos os recursos a serem empreendidos e que fazem parte da elaboração da obra. Isso inclui:

– Pavimento, medindo o que precisará de concreto;

– Fundações e estruturas;

– Alvenaria;

– Além do telhado, portas, janelas e o próprio acabamento.

Cada um desses itens deve estar descrito de acordo com a sua etapa de realização e conter todas as informações disponíveis sobre eles dentro do relatório. Assim, nenhum dado pode ficar de fora, uma vez que pode gerar prejuízos futuros.

Sua construtora pode medir de acordo com as etapas e com determinados critérios por vez, aliando a outros padrões, como por exemplo, destinar a medição para averiguar a qualidade de uma determinada unidade da área, como a pintura de uma faixada.

Tal monitoramento diário deve estar descrito no relatório de medição com todas as características do que deve ser entregue e o que está sendo feito.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

Como são feitos os relatórios de medições de obras?

Alguns campos do relatório devem ser sempre preenchidos para que seja eficiente. O primeiro campo é relacionado às etapas da obra, apontando qual deve ser executada de acordo com o cronograma estabelecido e os valores a serem executados em cada etapa.

Outros campos também devem ser preenchidos informando quais são os itens presentes no contrato e os valores totais de todos os recursos empregados. Assim, o relatório terá descrito os prazos determinados durante a obra, os itens que devem e serão utilizados, os gastos parciais e totais, o que já foi executado e precisará ser.

Basicamente, o relatório baseia-se na descrição do escopo previsto para o projeto que está sendo analisado, comparando essas informações com o que está sendo realizado em cada área da obra.

Ao comparar a execução e a aplicação dos recursos, ajusta-se o valor final com base na tabela de custos por unidade de medida pré-acordada em contrato.

Por isso, é de suma importância que haja um contrato bem elaborado entre você e seus prestadores de serviço, a fim de definir os critérios de medição, pagamento e os termos de garantia da obra.

As medições podem ser feitas periodicamente ou ao término de cada etapa. Como muitos processos são rápidos, o ideal é que a medição ocorra diariamente para um controle mais eficaz e atualizado sobre o que está feito e entregue, a fim de evitar:

– Erros;

– Retrabalho;

– Falta de materiais;

– Etc.

A atualização recorrente do relatório também se faz necessária para que não haja imprevistos e erros no momento da execução.

Para facilitar na composição do relatório de medição de obras, os gestores podem utilizar de registros fotográficos das etapas que serão avaliadas, dando mais credibilidade às informações, principalmente no momento de prestar contas.

Você pode contar com a gente para aprimorar a gestão da sua obra. Acesse nossas redes sociais e, se tiver dúvidas, entre em contato conosco por telefone em MG pelo (31) 3047-8037 e SP pelo (11) 3256-1600.

Posts relacionados

Receba conteúdo da nossa newsletter

Menu
×