Controle de Custos de Obras: Principais benefícios e obstáculos

Nenhum comentário

O controle de custos está no coração da construção civil. Empresários que se abstém de fazer esse controle estão condenando a própria empresa à falência. Afinal, tudo o que é necessário para uma companhia produzir envolve custos. Confira agora os principais benefícios – e obstáculos – do controle de custos.

 

Benefícios do controle de custos

 

  • Diminuição dos riscos

 

Na construção civil, os números são quase sempre vistosos. Mas é preciso lembrar que receita alta não é sinônimo de faturamento. Sem fazer o controle de custos, uma construtora ou empreiteira é incapaz de precificar corretamente uma obra e corre o risco de fechar as portas após a entrega da construção.

 

  • Melhor preço e maior competitividade

 

A competitividade de uma empresa está diretamente relacionada à sua capacidade de oferecer o melhor produto ou serviço com o menor custo possível ao contratante.

Logo, empresas que não fazem o correto controle de custos não conseguem cortar os pequenos gastos excessivos que encarecem a obra. Isso é particularmente verdade com os gastos variáveis, a exemplo de insumos e mão de obra.

Na hora de brigar por uma obra, a companhia pode perder a competição por não conseguir identificar de que forma a empresa concorrente conseguiu preços melhores. O segredo pode ser justamente o controle de custos.

 

  • Maior lucratividade

 

O controle de custos gera uma queda nos gastos que, por sua vez, pode aumentar a lucratividade da companhia. Além disso, com custos menores e preços mais baixos (proporcionados pelo controle de custos), a lucratividade pode aumentar por meio de mais vendas e contratos.

Powered by Rock Convert

Por fim, o controle de custos também permite que a companhia identifique seus projetos com melhor relação custo/benefício. Dessa forma, a empresa pode focar sua ação nos projetos mais lucrativos.

 

Principais dificuldades para realizar o controle de custos na construção civil

 

  • Desconsiderar as perdas

 

Para fazer um bom controle de custos, é necessário que a companhia saiba claramente seu índice de desperdício de materiais. E esse é um desafio por si só. É extremamente complicado mensurar a perda de recursos com entulho e resíduos de construção, embora todo mundo saiba que isso acontece.

Adicionalmente, conte como “perda” também as quebras de equipamentos e os aluguéis emergenciais ou adicionais decorrentes de problemas no planejamento e no cronograma.

 

  • Não fazer fluxo de caixa

 

Esse é mais que um obstáculo. É simplesmente irresponsabilidade. Empresas que não fazem fluxo de caixa não sabem exatamente quanto ganham nem quanto gastam. Logo, é impossível fazer o controle de custos.

 

  • Errar no cálculo do custo

 

Por mais absurdo que pareça, ainda há construtoras e empreiteiras que simplesmente erram o cálculo do custo de uma obra. Em muitos casos o custo final é superior ao estipulado em contrato, deixando a companhia com prejuízo ou gerando desgaste na relação com o cliente.

O controle de custos pode ajudar muito uma companhia a crescer, mas é inegável que, para que esse controle tenha sucesso, muitos obstáculos precisam ser vencidos. A boa notícia é que cada desafio superado implica em mais solidez para a empresa.

Sua empresa já faz o controle de custos? Quais foram os principais desafios enfrentados? Conte para a gente nos comentários.

Você também vai gostar
Blog, Controle Financeiro

Conteúdos similares

Menu
×